17 de fevereiro de 2009

Lily, um cão nas páginas de Mágico Vento





Mágico Vento
79, CINCO BALAS DE OURO (Mythos Editora-jan/2009), texto de Gianfranco Manfredi, desenhos de Ivo Milazzo, capa de Conrado Mastantuono.

Basta observar o primeiro quadrinho da história, Milazzo está cada vez melhor. Sua arte se resume ao necessário para compor cenários arrojados, claros-escuros soberbos e expressões desconcertantes. O criador gráfico de KEN PARKER sintetiza, cada vez mais, sua arte e o resultado está, sempre, mais próximo do perfeito.


Nesse episódio de Mágico Vento, uma curiosidade que vai agradar a todos os kenparkerianos, o mestre traz de volta Lilla, sua cadela, agora na pele de Felpudo, o fiel companheiro de um jovem cego. A semelhança com Lily, a companheira de aventura de Rifle Comprido em KEN PARKER 25, Editoriale Cepim (1ª série - dez/1979), não deixa dúvidas. É só conferir.






Capa do álbum de luxo lançado em 2003, simultaneamente, pela Lizard Edizioni (Itália), Ligne D'Ombre (França), Norma Editorial (Espanha) e Edições Asa (Portugal).

  • No Brasil, LILY E O CAÇADOR foi publicada pela Editora Vecchi e o Clube dos Quadrinhos (CLUQ).


KEN PARKERBlog

Um comentário:

julio de castro disse...

os caminhos da rede Às vezes nos trazes a agradáveis surpresas.