16 de março de 2009

Berardi e Milazzo precisam ver Adauto Silva



Adauto Silva é um artista fantástico! Iniciou carreira nos anos 70, aos 19 anos, na RGE (Rio Gráfica Editora), uma das maiores casas dos quadrinhos brasileiros de todos os tempos. Entre tantas personagens, teve o prazer de desenhar seu herói favorito, O Fantasma. Hoje, dedica-se à publicidade e, nas horas vagas, colabora para a revista Billy the Kid & Outras Histórias, de Arthur Filho, e também dá uma mãozinha para outros amigos, como é o nosso caso.



Adauto é um homem simples, diz que tem muito a aprender. Sim, o homem sábio não se acomoda, nunca! Mas, agora, diante dessa postagem, dos trabalhos aqui apresentados, quero recorrer ao meu “padrinho mágico”: - Psiu! Chame a atenção de Berardi e Milazzo, por favor. Eles merecem, por KEN PARKER, ver estes desenhos. Valeu!!!

João Guilherme

Além dos links acima mais Adauto Silva clicando aqui e aqui.

9 comentários:

Anônimo disse...

Não me canso de repetir, o Adauto é fantástico!
Sou fã de carteirinha desse grande artista.
Em minha opnião é o desenhista nº 1do Brasil de hoje e de ontem.
Um grande abraço Adauto.
AMoreira.

José Carlos Francisco disse...

"Simplesmente" FENOMENAL a ARTE do Mestre ADAUTO... que belos desenhos de Ken Parker... muito mais belos (na minha opinião) que muitos desenhos feitos por desenhadores consagrados do staff do "velho" trapper!
Parabéns Mestre Adauto e muito obrigado por nos brindar com estas fantásticas obras de ARTE!!!
Seu admirador português,

Lucas Pimenta disse...

Adauto... falar mais do seu trabalho é "chover no molhado"...

Só queria expressar aqui, mais uma vez, meus sinceros agradecimentos...

Tanto pelos desenhos-presentes, como por essa grata surpresa ao KEN PARKERBlog... que Cresce a cada dia mais com colaborações como a sua...

É o que nos motiva a continuar fazendo nosso trabalho e tentando melhorar sempre...

Grande abraço e parabéns pelo talento!

Karyn disse...

Realmente, o trabalho dele é magnifico! Lindo DEMAIS!

Anônimo disse...

Os desenhos do Adauto são bons, mas eu tenho só algumas observações de quem pesquisa o velho oeste a mais de 30 anos. Temos que notar o cuidado dos autores de Ken Parker com o estudo e a pesquisa, quando colocam nos desenhos a linguagem lakota dos índios, a linguagem esquimó, os objetos, armas e detalhação no período, mesmo o personagem sendo fictício, jamais existiu, eles o colocaram cronologicamente e completamente dentro do contexto histórico do velho Oeste Americano. Ou seja, pesquisaram e estudaram para fazer a obra. Bom quanto aos meus comentários sobre os desenhos...Primeiro o Adauto não precisa "sujar" nas cores para que pareça da época, a maioria dos desenhistas comete esse erro. É que o velho oeste como todas as épocas, tem suas cores próprias, que são bem fortes mas parecem velhas, comparadas ao que temos hoje. Mas o pricipal erro de quem quer desenhar sobre o velho oeste, é não estudá-lo primeiro. O erro maior se comete quando se desenham as armas que eram típicas, importantes para a época, caracterizam essa época e são muito bem definidas, em marcas e modelos usados então. Até hoje são poucos os que as desenham de forma correta. E cada tipo de arma, significava um período. O vestuário então nem vou falar. Mas as armas são características e se não forem bem ilustradas falseiam todo o desenho e demonstram a falta de estudo do artista. A arma usada por Ken Parker é uma Kentucky, um rifle longo de recarrego pela boca, ou seja, pelo cano. Até hoje, juntamente com o rifle Sharp e a pistola volcanic é uma das preciosidades do velho oeste, que nos dizem claramente de que ano estamos falando. O Adauto realmente não estudou o assunto, porque esse rifle que ele desenhou, e que é importante, pois é o próprio apelido de Ken Parker, é uma mistura de winchester com alguma outra coisa. Com certeza, esse detalhe, vai ser imediatamente percebido quando o desenho for mostrado ao autor da obra, o que vai minimizar o efeito positivo que ele poderia ter. Os autores, ao escolher desenhistas para suas obras, os escolhem exatamente pelos detalhes, pelas nuances, e não pelo realismo do traço ou pela difusão das cores. É isso o que eu tenho a dizer. E acho que se o Adauto pesquisar mais e detalhar mais seu trabalho, pode ser um grande desenhista de western, aliás um caminho árduo que poucos seguem. Abraços Alexandre Ramos Mastrella.

Milena Azevedo disse...

Saudações a todos!

Estou conhecendo o blog agora (obrigada por me apresentá-lo, Lucas), e de cara já me encantei com a arte do Adauto Silva.

Vou seguir sempre por aqui, aprendendo mais sobre Rifle Comprido.


[]s,
Milena Azevedo

Garagem Hermética Quadrinhos

AMoreira disse...

O Adauto é um grande artista.
Sua contribuição para os quadrinhos no Brasil é memorável.
Quem conhece a vida editorial dos quadrinhos no Brasil sabe de sua participação e competência.
Adauto não perde para nenhum desenhista brasileiro da nova ou da antiga safra, sou admirador de sua obra, e considero admirável esta sua mais nova homenagem ao nosso herói Ken Parker.
Não sou nenhum critico de arte, ou competente para redigir de matérias de cunho jornalísticas, mas apenas um colecionador estudioso do velho oeste e da colonização americana por mais de 50 anos (aliás, vivi no estado de Oklahoma por algum tempo), e alguém que admira um belo trabalho de arte, e este, do mestre Adauto, retrata maravilhosamente Ken Parker e o “ambiente” em que ele viveu, e assim deve ser admirado.
Tenho certeza que, se fosse solicitado a desenhar uma aventura de Ken Parker, o Adauto produziria um trabalho inigualável.
Salve Mestre Adauto.

Adauto Silva disse...

Agradeço a todos os amigos que deram sua opinião sobre meus desenhos e que dispuseram de seu precioso tempo para dar sua opinião sobre minhas pinceladas. Agradeço de coração aos amigos Milena, Amoreira, Alexandre Ramos Mastrella, josé francisco, Karyn, Milena, e aos grandes amigos Lucas Pimenta e João Guilherme de Lima, que me cederam esse maravilhoso espaço. Obrigado atodos pelo seu tempo, espaço e carinho e pelas palavras vinda do coração. Ei, João, depois de muito tempo seu quadro está comigo. é mais bonito de perto, obrigadão mesmo. Um grande abraço a todos.

JoguL disse...

Amigo Adauto,
você, com sua arte e jeito de ser, já conquistou, há muito, a todos nós e um lugar cativo nas revistas, no Blogue do Tex, aqui, em outros espaços virtuais e onde mais expor seu talento. E que venha a Sergio Bonelli Editore, se o Sergio tiver juízo (bom gosto ele tem), vi os comentários de alguns fãs italianos de Tex sobre seu trabalho, todos positivos.
Nós é que agradecemos sua generosidade em enriquecer nosso espaço.
Fico feliz que gostou do quadro.

Abraço,
João Guilherme.