30 de janeiro de 2011



Jerônimo, o Herói do Sertão, rádio novela criada em 1953 por Moysés Weltman para a Rádio Nacional, bastante influenciada pelo faroeste americano, ficou 14 anos no ar.

Devido ao grande sucesso, o personagem ganhou uma revista em quadrinhos mensal e alguns almanaques, editados pela RGE (Rio Gráfica Editora), hoje Editora Globo. Seu principal desenhista foi Edmundo Rodrigues, mas também desenharam o personagem Juarez Odilon e Walmir Amaral, entre outros menos freqüentes.

Nesta ilustração AMoreira faz uma homenagem ao seu herói de infância, colocando-o lado a lado a KEN PARKER.

KPblog

7 comentários:

Adauto Silva disse...

BOM DEMAIS. Você é um mestre, meu amigo. Demais a idéia. Gerônimo era um dos meus personagens preferidos na infância. Um irmão mais velho de um colega de longa data tem o nome do personagem e eu achava, quando garoto, o máximo.

AMoreira disse...

Obrigado Mestre.
Eu não perdia nenhum capítulo pelo rádio,e depois pelos Gibis.
E os gibis brasileiros também tiveram a participação de grandes desenhistas brasileiros que emprestavam a sua arte para os personagem americanos, dois quais você sempre foi um dos destaques, e a sua estrela continua brilhando até hoje.
Um grande abraço.

Lucas Pimenta disse...

Bom, devido a um pequeno erro cronológico, eu não acompanhei essa fase de ouro dos quadrinhos nacionais nem das radios-novelas...

O que tenho são as narrativas do meu pai a cerca desse período, do qual fala com emoção... De como eram bem construídas as histórias e que o personagem era fantástico...

E sempre vocês, meus amigos, a mostrarem com o talento único que possuem, detalhes tão preciosos destes inesquecíveis personagens dos quadrinhos brasileiro.

Obrigado por acreditarem na proposta do blog... Por comprarem a ideia e fazer da Semana do Quadrinho Nacional, um sucesso... Sempre! O blog é nosso!

Abraços,

Lucas

JoguL disse...

Grande Irmão,

no passado, corretamente, você escolheu o caminho do contador competente: felizes o Antonio Carlos, sua mulher, filhos e algumas empresas. No entanto, nós, amantes dos quadrinhos, perdemos um grande desenhista, e está aí a declaração de Mestre Adauto Silva pra corroborar o que estou dizendo. Mas como sempre há uma nova oportunidade para todos, hoje, você nos brinda com mais um dos seus trabalhos. Sou capaz de rememorar cada um deles que aqui foram postados, e de outros tantos que abrilhantam outros blogs.
Você já deu novos passos, já trilha por novas paragens, ao lado de outros desenhistas e já publica suas próprias HQs, mas ainda tem muito o que produzir para resgatar esse tempo todo que nos deixou órfãos da sua arte.
Sinto-me duplamente feliz já que posso contar com o seu talento e sua amizade.

Abraço!

AMoreira disse...

Obrigado meu irmão João Guilherme.
Você é o responsável direto por essa minha volta (mesmo que tardia) ao prazer de desenhar.
Outro que me inspira, mesmo sabendo que nunca me igualarei a ele, é o nosso mestre Adaulto Silva.
Um grande abraço.

K! Krauthein disse...

Olha... Lucas sabe que eu nunca li de fato Ken Parker, mas sou apaixonada pela história do personagem que ele me contou, aí tava aqui vendo as atualizações do blog e dei de cara com o desenho do Amoreira e tive que comentar aqui. Fiquei encantada com o traço com o que o desenho transmite e, principalmente com o detalhe fofo da plaquinha com as iniciais de Lucas e João. FANTÁSTICO! Parabéns :)

beta disse...

Legal,agradecemos essa postagem.

Edmundo Rodrigues