12 de março de 2008

KEN PARKER encontra Xaxado


Esta é uma homenagem a um artista brasileiro, baiano. Seus desenhos e histórias, publicados nos principais jornais e editoras do País, romperam fronteiras e chegaram a Cuba, Portugal e Angola. Natural de Miguel Calmon, cresceu e se formou professor primário em Jacobina, interior da Bahia e seus primeiros heróis foram Tarzan, Super-Homem, Capitão Marvel, Fantasma, Mickey, Pato Donald e demais personagens Disney. Seus ídolos, os desenhistas Jayme Cortez, Flávio Colin, Shimamoto, Gedeone, Nico Rosso, Edmundo Rodrigues, Ziraldo, Maurício e outros, todos da década de 60, mais brasileiros.

Antônio Luiz Ramos Cedraz é o criador de A Turma do Xaxado, personagens infantis, cujas histórias abordam a temática nordestina. Com seu trabalho ganhou prêmios e menções honrosas em concursos e exposições no Brasil e exterior, entre eles o troféu como destaque no 2º Encontro Nacional de Histórias em Quadrinhos, realizado em Araxá (MG), em 1989; quatro troféus HQ MIX (1999, 2001, 2002, 2003) e o Prêmio Ângelo Agostini de “Mestre do Quadrinho Nacional



Lúbio, A Turma do Joinha, ATurma do Pipoca, Guris & Cia. são outras criações do artista. Publicações das editoras Nova Sampa, Press Editorial, Escala, Cedibra, Grafitti.

Cedraz é membro da Associación Latino-Americana de Historietistas, do Instituto Baiano do Livro e da Associação Baiana de produtores de literatura Infantil e Juvenil.

O que esse brasileiro e sua obra tem em comum com o KEN PARKERBlog?
Em uma de suas visitas ao Brasil, Ivo Milazzo, homenageou o pai de Xaxado com o desenho abaixo, honra que não é para qualquer um.




KEN PARKERBlog

6 comentários:

Rafael disse...

putz, e eu que sou fanzão do Cedraz, desconhecia esse desenho.

Show.

Rafael

Anônimo disse...

Eu conhecia esta H.Q. mas não conhecia seu autor.
Foi uma satisfação vê-lo aqui.
Parabéns ao Blog pela iniciativa, vou "salvar" esta matéria em meu arqivo pessoal.
AMoreira.

lisangelo disse...

Cedraz ja era nome conhecido em todo o Brasil pelo seu trabalho. Tanto que aqui no sul ja tinha lido sobre ele. E agora fico sabendo que tinha renome internacional. Muito bom.
Uma pena que nossa economia instavel e editoras sem visao acabem por impedir que o trabalho dos artistas nacionais tenham melhor reconhecimento.
Fica aqui o meu abraco a ele.

JoguL disse...

Grande Irmão!
Visite o site do xaxado, é sensacional. A história da sanfona e do chapéu (já deu para perceber a quem pertenceram, não?)é comovente.
Abraço,
João Guilherme.

JoguL disse...

Oi, Lisangelo!
Concordo, totalmente, com você.
E o que é pior, o desinteresse de nossas autoridades em preservar seus expoentes. Santos Dumont, Castro Alves, Carlos Gomes, Aleijadinho, Monteiro Lobato...Cedraz é gênio, a nível de Ziraldo, Maurício de Souza (para ficar na linha do seu trabalho). É uma pena que um italiano reverencia muito mais esse artista do que o nosso Ministro da Cultura, outro baiano (Alalalauê!).
Abraço,
João Guilherme.

Mateus Albuquerque disse...

Cedraz....

Serio gente, no mundo dos quadrinhos eu tenho poucos amigos como esse!

ps.Não chore Lucas! Você faz aprte dessa lista :D